As etapas para Elaboração do Projeto Industrial

Conheça as Normas para Instalação Elétrica Industrial

Baseada na norma internacional IEC 60364, a NBR 5410 – 2004, é regulamentada pela ABNT: Instalações Elétricas de Baixa Tensão e deve ser aplicada em todas as instalações elétricas cuja tensão nominal é igual ou inferior a 1000 V CA ou 1500 V CC.

As etapas para Elaboração do Projeto Industrial

A norma abrange os seguintes tipos de instalação de baixa tensão:

1. Edificações residenciais e comerciais, em geral;
2. Estabelecimentos institucionais e de uso público;
3. Estabelecimentos industriais;
4. Estabelecimentos agropecuários
e hortigranjeiros;
5. Edificações pré‐fabricadas;
6. Reboques de acampamento (trailers), locais de acampamento (campings), marinas
e locais análogos;
7. Canteiro de obras, feiras, exposições e outras instalações temporárias;

Obs: Complementada pelas normas NBR 13570Instalações Élétricas em Locais de Afluência de Público: Requisitos Específicos e NBR 13534Instalações Elétricas de Baixa Tensão – Requisitos Específicos para Instalação em Estabelecimentos Assistenciais de Saúde e NR10 – do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Condições de Fornecimento de Energia Elétrica (responsabilidade da Concessionária):

• Garantia de suprimento de carga dentro de condições satisfatórias;
• Variação da tensão de suprimento;
• Tensão de fornecimento;
• Tipo de sistema de suprimento: radial, radial com recurso;
• Capacidade de curto‐circuito atual e futuro do sistema;
• Impedância reduzida no ponto de suprimento

Características das Cargas:

1. Motores: potência, tensão, corrente, frequência, número de polos, número de fases,
ligações possíveis, regime de funcionamento;
2. Fornos a arco: potência do forno, potência e curto‐circuito do forno, potência do transformador do forno, tensão, frequência;
3. Outras cargas: máquinas acionadas por sistemas computadorizados com variação de
tensão mínima, aparelhos de raio X industrial, e outras cargas tidas como especiais devem merecer estudo particularizado por parte do projetista.

Divisão da Carga em Blocos:

• Cada bloco de carga deve corresponder a um quadro de distribuição terminal com
alimentação e proteção individualizadas;
• A escolha dos blocos é feita considerando‐se os setores individuais de produção, bem como a grandeza de cada carga (queda de tensão);
• Exemplo: Indústria de fiação – batedores, filatórios, cardas, etc.

Localização dos Quadros de Distribuição de Circuitos Terminais (CCM e QDL):

• No centro do conjunto de cargas;
• Próximo a linha de alimentação;
• Em locais de fácil acesso;
• Em locais com condições climáticas e físicas favoráveis.

 

Localização do Quadro de Distribuição Geral (QGF):

• Devem ficar próximos às unidades de transformação nas quais serão conectados.
• Estes quadros contém os componentes para seccionamento, proteção e medição dos circuitos.

Energibell Instalações Elétricas Industriais; aqui você pode confiar.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s